Notícias

Operação Covid-19 de combate ao novo coronavírus completa três meses de atuação

Brasília (DF), 20/06/2020 – A pandemia do novo coronavírus exigiu o apoio das Forças Armadas para conter o avanço da contaminação e amparar o povo brasileiro nesse cenário adverso. Neste sábado (20), o emprego dos militares na missão completa três meses. Os integrantes da Defesa estão em atividade por todo o País, contribuindo com transporte aéreo de materiais de saúde, distribuição de cestas básicas, doação de sangue, desinfecção de espaços públicos, entre outras necessidades.

Em 3 de fevereiro, foi decretado estado de emergência pelo Governo Federal para conter a disseminação do novo coronavírus. Pouco depois, em 11 de março, a Organização Mundial da Saúde anunciou a pandemia global. A partir desta situação, o Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à Covid-19.

COVID MD 20200620 NOT 01 01.jpeg

Nesse contexto, foram ativados 10 Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando Aeroespacial (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa, que recebeu o nome de Operação COVID-19, integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia. A atuação dos militares já atingiu o efetivo de 34 mil homens e mulheres das Forças de Defesa, o emprego de 107 embarcações, 85 aeronaves e 1.802 viaturas no apoio ao desempenho das atividades.

“Temos mais de 30 mil militares ajudando as famílias, os estados e os municípios a amenizar um pouco o sofrimento causado pela Covid-19. A missão tem sido muito positiva, até elogiada, com desinfecção, distribuição de alimento, doação de sangue, transporte de material de saúde. Somente a nossa Força Aérea Brasileira já completou o equivalente a oito voltas ao mundo no planeta, levando material de saúde e suprimento”, enalteceu o Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, em ocasião da visita ao Comando Conjunto Bahia, na quarta-feira (17).

Durante esses pouco mais de 90 dias, os militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica arrecadaram e distribuíram 572.220 cestas básicas. A medida é essencial no apoio às famílias em situação de vulnerabilidade social. Da mesma forma, o auxílio foi prestado a aldeias indígenas.

COVID MD 20200620 NOT 01 02.jpeg

Outra parcela atendida com kits alimentação é composta pelas famílias dos alunos do Programa Forças no Esporte (PROFESP). A iniciativa, voltada para crianças e adolescentes de baixa renda precisou ser suspensa em decorrência da pandemia. As atividades esportivas, cívicas e de reforço escolar são oferecidas no contraturno escolar. Para amparar os beneficiários que ficaram sem as refeições oferecidas nas organizações militares que implantaram o PROFESP distribuíram kits de alimentos.

Esse auxílio foi possível com os recursos passados pelo Ministério da Cidadania, parceiro do programa. A capilaridade das Forças Armadas possibilita a distribuição, inclusive para comunidades quilombolas e indígenas.

COVID MD 20200620 NOT 01 03.jpeg

Entre as inúmeras atividades desenvolvidas incansavelmente pelos militares está a desinfecção de áreas de grande circulação. Um total de 2.652 locais públicos foram higienizados, tais como terminais rodoviários, estações de metrô, órgãos públicos civis e militares. Para multiplicar esse conhecimento e possibilitar que outros agentes públicos deem continuidade às limpezas, 9.732 profissionais foram capacitados.

Para manter equilibrados os estoques de bancos de sangue nos 26 estados e no Distrito Federal, 19.014 militares realizaram doações. Ações de conscientização para a população saber como evitar a contaminação com os cuidados a serem observados, somaram 1.535 campanhas.

COVID MD 20200620 NOT 01 04.jpeg

Os militares ainda realizaram 1.869 patrulhas fluviais e 15 navais, apoiaram os órgãos de segurança pública no controle de circulação na fronteira em 6.084 postos, montaram 2.562 barreiras sanitárias e 923 postos de triagem. Órgãos de saúde por todo o Brasil contaram com o auxílio dos homens e mulheres da Defesa em 1.719 ações. E as aeronaves da Força Aérea Brasileira cruzaram os céus do País transportando quase 16 mil toneladas de insumos hospitalares.

COVID MD 20200620 NOT 01 05.jpeg

Em outra frente de atuação, foi lançada a campanha “Produtos ao Alcance de Todos”, com o cadastro de empresas e produtos para o combate à Covid-19. As informações são atualizadas diariamente e estão disponíveis para o Ministério da Saúde, Forças Armadas, Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) e Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS). Atualmente, há mais de 900 produtos ofertados por mais de 504 empresas.

Em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), com os Ministérios da Economia e da Saúde, com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e com empresas do setor automotivo, o Ministério da Defesa atua para viabilizar o reparo de respiradores danificados. A ação compreende todo o território nacional. Até quinta-feira (18), 1468 aparelhos foram reparados e entregues para diversas instituições de saúde em todo o País.

O trabalho do Ministério da Defesa é focado, principalmente, no transporte dos equipamentos em regiões remotas. Conforme levantamento da CNI, 3.089 respiradores foram recolhidos para conserto em unidades do SENAI.

 

Por Mariana Alvarenga, André Pinto e Margareth Lourenço
Fotos: Alexandre Manfrim, Igor Soares, Raphael Max e Forças Armadas
Para acessar fotos da Operação COVID-19, visite o Flickr da Operação.

Confira os destaques da semana:
Militares reforçam cuidados de saúde a indígenas do Vale do Javari, no Amazonas
Militares realizam testes rápidos em trabalhadores do transporte da capital alagoana
Empresários agradecem apoio do Ministério da Defesa no combate à COVID-19

Saiba mais:

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071