Notícias

Comer! É seguro?

Alimentos e Covid-19

A Covid-19 pode ser transmitida por alimentos?
Não há, até o momento, evidências de transmissão de coronavírus por meio do consumo de alimentos crus ou cozidos. Portanto, deve-se seguir o PRINCÍPIO DA PRECAUÇÃO.

20200710 distanciamento mesa e cadeiras 1 Banner 1 Banner 4 20200710 desinfeccao de ambientes  
     
Banner 6 Aprovisionadores COVID 19 Banner 7 20200714 duvidas e sugestoes  

Distanciamento de Mesas
Este espaço se destina a apresentação e a discussão das recomendações para os Serviços de Alimentação das Forças Armadas no enfrentamento da pandemia de COVID-19.

É importante ressaltar, que as normas previstas no Regulamento de Segurança dos Alimentos das Forças Armadas - MD42-R-01 (Portaria Normativa Nr 753/MD, de 30 de março de 2015), continuam sendo obrigatórias para o fornecimento de alimentos seguros nas Organizações Militares, e, apesar do momento em que vivemos, não podem ser consideradas secundárias ou menos importantes que as medidas preventivas adotadas para minimizar o risco da COVID-19.

O desenvolvimento deste espaço conta com o auxílio da Universidade Federal de São Paulo representada pela Profa. Dra. Elke Stedefeldt, doutorandas Laís Mariano Zanin e Raísa Moreira Dardaque Mucinhato, doutorando Cel Vet Jader Oliveira da Silva e mestranda Tem Thaila Monique Machado de Paula Alves, do Programa de Pós-graduação em Nutrição.

20200710 distanciamento mesa e cadeiras

Voltar ao Menu Inicial

Desinfecção de objetos e superfícies em casa

Desinfecção objetos corrigido 01

Voltar ao Menu Inicial

Como higienizar frutas, verduras e legumes em casa e no serviço de alimentação

Na higienização de hortifrutícolas, a lavagem deve ser feita em água potável (folha a folha) e em local apropriado, e a desinfecção por imersão, em solução clorada, por quinze a trinta minutos. O enxágue deve ser sempre com água potável.

Frutas, legumes e verduras que serão consumidos na forma de suco também devem ser higienizados.

A solução clorada deve ser feita com água sanitária autorizada pelo Ministério da Saúde (MS) respeitando as devidas proporções e, posteriormente, enxaguar uma a uma.

No preparo da solução clorada deve ser considerada a seguinte diluição para obtenção de solução clorada a 200 - 250 ppm:
- diluir 10 ml (1 colher de sopa rasa) de hipoclorito de Na a 2,0 - 2,5% (água sanitária) em 1 litro de água
ou
- diluir 20 ml (2 colheres de sopa rasas) de hipoclorito de sódio a 1% em 1 litro de água.

Higienizar frutas e verduras corrigido 03

Voltar ao Menu Inicial

Como higienizar superfícies, equipamentos e utensílios SEM contato com alimentos no serviço de alimentação

Os ambientes devem ser higienizados seguindo as seguintes etapas de lavagem e desinfecção:

Higienizar utensilhos 07

A desinfecção deve ser realizada com solução clorada ou outro sanitizante autorizado pelo Ministério da Saúde.

Para a desinfecção considerar o uso de:

Solução Clorada 1000ppm 08

Em locais em que há grande circulação de pessoas e de mercadorias e embalagens deve haver aumento da frequência da higienização.

Voltar ao Menu Inicial

Efetivos Militares (Consumidores)

1. Quais as minhas responsabilidades no momento da refeição para a prevenção do COVID-19?

Você é responsável por evitar a disseminação do coronavírus na área do refeitório, portanto, deve ficar atento às recomendações existentes no refeitório como uso de máscara, higienização adequada das mãos, organização da fila, organização das mesas e cadeiras e retirada de bandejas.

2. O que eu devo fazer antes de sair do meu posto de trabalho para ir ao refeitório?
Você deve lavar as suas mãos com água e sabonete líquido, secá-las e, se possível, aplicar álcool gel 70%.

3. O que devo fazer ao chegar no refeitório?
Você deve verificar se há outras pessoas na entrada e aguardar com distância de 1,5 metro. Após entrar, lavar as suas mãos com água e sabonete líquidos, secá-las e/ou aplicar álcool gel 70%.

4. Eu devo realizar alguma ação de prevenção no momento da fila do refeitório?
Sim, você deve permanecer distante (1,5 m) dos colegas de trabalho, usar adequadamente a máscara, não conversar e seguir o fluxo orientado pelo pessoal do rancho. Tente não tocar em outras  bandejas, pratos e talheres que não aqueles que você utilizará.

5. Qual a forma correta de utilizar a máscara?
A máscara é de uso individual, por isso, não deve ser compartilhada com outros militares. Antes de colocar a máscara é essencial garantir que ela esteja em condições de uso (limpa e sem rasgos); faça a higienização adequada das mãos com água e sabonete líquido ou com solução alcoólica 70%; lembre-se de não tocar na máscara, se tocar, higienize as mãos imediatamente; a máscara deve cobrir  TOTALMENTE a boca e nariz, sem deixar espaços laterais; evite o uso de batom, base ou outra maquiagem durante o uso da máscara.

Não utilizar a máscara por mais de 3 horas, após esse período a máscara deve ser trocada e sempre que estiver úmida, com sujeira aparente, danificada ou se tiver dificuldade para respirar.

Para retirar a máscara, primeiro higienize suas mãos com água e sabonete líquido, retira a máscara pelo elástico, coloque-a para lavar e repita o procedimento de higienização das mãos.

6. Qual a melhor forma para me servir?
Neste momento, o ideal é que você seja servido e não toque em pegadores e colheres de servir. Fale o mínimo necessário com quem estiver servindo, mantenha sua máscara posicionada de forma correta e evite tocar na máscara.

7. Qual a distância devo manter no momento da refeição?
Procure sentar-se em distância de, pelo menos, 1,5 m dos colegas. Não sendo possível, aproxime-se somente das pessoas da sua seção de trabalho.

8. Quando devo retirar a máscara para fazer a refeição?
No momento em que você se sentar para realizar a refeição. Durante a fila e o momento de pegar a refeição, permaneça de máscara. Importante não conversar 
durante a refeição.

9. Onde devo colocar a máscara enquanto eu estiver comendo?
Retire sua máscara com cuidado, tocando apenas nos elásticos e coloque em um bolso da farda ou em um saco plástico destinado a isso.

10. Quando devo recolocar a máscara após a refeição?
Após a refeição preferencialmente utilize uma nova máscara. Recoloque a máscara ao finalizar a refeição.

Voltar ao Menu Inicial

Aprovisionadores / Responsáveis técnicos

Banner 00
1. Qual a minha responsabilidade na prevenção do COVID-19?
Você é responsável por evitar a disseminação do coronavírus em todo o rancho e impedir situações que torne o refeitório um epicentro de surtos. Sendo assim, você deve assegurar que as recomendações sanitárias sejam seguidas à risca a fim de minimizar possíveis focos de contaminação. Além disso, você é responsável por identificar possíveis manipuladores de alimentos doentes e orientar o isolamento e afastamento do trabalho.

2. O que eu devo verificar em relação à higiene dos manipuladores?
Você deve verificar se eles: passam pela triagem na entrada da Organização Militar (monitoramento da temperatura e anamnese, se for o caso); realizam a lavagem dos uniformes adequadamente, bem como das máscaras; higienizam as mãos corretamente, fazendo uso de sabonete líquidos e antisséptico com frequência; utilizam a máscara na posição adequada, bem como se realizam o procedimento de troca adequadamente.

3. Quais produtos de higiene eu devo garantir que estejam disponíveis?
Para a higiene dos manipuladores de alimentos e dos militares consumidores você deve disponibilizar sabonete líquidos para lavagem das mãos e álcool gel 70%. Para a higienização dos hortifrutis você deve disponibilizar água sanitária ou solução clorada, contendo apenas água e hipoclorito de sódio, certificada pelo Ministério da Saúde para a utilização em alimentos.

Para a higienização de ambientes você deve disponibilizar sabão neutro para a lavagem e água sanitária ou solução clorada certificada pelo Ministério da Saúde ou outro sanitizante com eficácia comprovada para a eliminação de microrganismos que também seja certificado pelo Ministério da Saúde.

Para a higienização das embalagens você deve disponibilizar álcool gel 70%, solução clorada certificada pelo Ministério da saúde ou detergente para a lavagem das embalagens em caso de embalagens resistentes.

4. É necessário mudar algo no cardápio?
Não é necessário fazer nenhuma alteração em relação ao cardápio, uma vez que ainda não há evidências de contaminação de coronavírus por meio da ingestão de alimentos.

5. O que eu posso orientar em relação à recepção de gêneros?
Você deve orientar que ao receber todos os gêneros alimentícios (quantitativo de subsistência e quantitativo de rancho) as embalagens sejam higienizadas com álcool 70%, solução clorada ou, em caso de embalagens resistentes, água e detergente antes de serem armazenadas.

6. O que eu posso orientar em relação à higienização dos ambientes?
Você deve orientar que os ambientes sejam higienizados seguindo as etapas de lavagem e desinfecção, sendo a desinfecção com solução clorada ou outro sanitizante autorizado pelo Ministério da Saúde. Você ainda pode orientar o aumento da frequência da higienização, principalmente em locais em que há grande circulação de pessoas e de mercadorias e embalagens. Para a higienização considerar o uso de 2 e ½ colheres de sopa de água sanitária (2,0 – 2,5%) para cada litro de água ou 40 ml de água sanitária (2,0 – 2,5%) para cada litro de água.

7. O que eu posso orientar em relação à higienização de frutas e hortaliças?
Você deve orientar que a higienização de frutas e hortaliças ocorra em três etapas:

1 - lavar uma a uma ou folha a folha, no caso das hortaliças, em água potável e em local apropriado;
2 - realizar a desinfecção por imersão em solução clorada de 15 a 30 minutos; e
3 - enxaguar em água potável.

São permitidos o hipoclorito de sódio (Na) a 2,0 - 2,5%, hipoclorito de Na a 1% e cloro orgânico ambos na concentração de 100 a 250 ppm. O preparo da solução clorada deve seguir uma das duas diluições:

   ● Solução clorada a 200 - 250 ppm: 10 mL (1 colher de sopa rasa) de hipoclorito de Na a 2,0 - 2,5% (água sanitária) em 1 litro de água
   ● Solução clorada a 200 - 250 ppm: 20 mL (2 colheres de sopa rasas) de hipoclorito de sódio a 1% em 1 litro de água.


8. O que eu posso orientar em relação ao processo de cocção?
Você deve orientar que no processo de cocção os alimentos atinjam, no mínimo, 74ºC no centro geométrico, pois o coronavírus é sensível a alta temperatura.

9. O que eu posso orientar em relação ao processo de distribuição dos alimentos?
Deve ser evitado o acesso dos consumidores a objetos e talheres de manipulação coletiva (ex.: frascos com tempero para saladas, pimenta, saleiros, concha de feijão, bandeja de saladas, etc.). Para minimizar o risco de contágio, recomenda-se que seja deslocado um ou dois militares do rancho, devidamente paramentados com máscara e mãos higienizadas, para a linha de distribuição sendo responsáveis por servir os pratos (inclusive saladas e sobremesas). O ideal é que estes fiquem de um lado do balcão e os militares consumidores de outro, garantindo o distanciamento.

Caso isso não seja possível, devem ser disponibilizadas luvas descartáveis de plástico para que os militares se sirvam ou você pode orientar a troca dos utensílios de servir como pegadores e conchas com frequência para higienização.

10. O que eu posso orientar em relação aos resíduos?
Você deve orientar que siga a recomendação já prevista e utilizada. Ou seja, os resíduos devem ser armazenados em lixeiras de acionamento não-manual, identificadas, íntegras e de fácil higienização. Além disso, é necessário que sejam regularmente coletados e estocados em local fechado e isolado da área de preparo e armazenamento de alimentos.

11. O que eu posso orientar em relação à higienização dos utensílios de mesa e bandejas lisas / estampadas?
A higienização dos utensílios e bandejas devem ser orientadas a partir da realização de 5 etapas: remoção das sujidades, lavagem com água e sabão ou detergente neutro, enxágue e, por fim, a desinfecção química seguida de enxágue ou desinfecção física com o uso de vapor ou água fervente. A periodicidade dessa higienização deve ser de acordo com o uso. A desinfecção química pode ser realizada com borrifação de solução clorada ou com álcool líquido a 70%. É importante ressalta que essa é uma atribuição do serviço de aprovisionamento.

12. Como eu devo organizar as mesas do refeitório?
As mesas devem ser dispostas de modo a manter o distanciamento de 2 metros umas das outras. Caso não seja possível, deve-se fazer a interdição de mesas de forma intercalada. A imagem a seguir ilustra uma possível organização do refeitório.

Aprovisionadores COVID 19 01
13. Quais outras medidas podem ser adotadas para reduzir aglomerações no refeitório?
Além da organização distanciada das mesas, é muito importante organizar horários diferenciados para os integrantes da OM, de forma que ocorram uma limitação de efetivo em cada horário. Os turnos podem ser divididos em 4 faixas de 30 minutos, por exemplo das 11:30h até as 13:30h. Da mesma forma podem ser ocupados outros salões, de modo a ampliar as áreas de consumação das refeições.

14. Pode ser utilizado ar-condicionado nos refeitórios?
O ambiente mais seguro é o ambiente ventilado (portas e janelas), mas caso seja necessário utilizar os aparelhos de ar-condicionado, estes devem estar programados para a extração do ar do ambiente e nunca para re-circulação, os filtros devem estar limpos recentemente, com registro documentado, e as aberturas de saída do ar não devem estar direcionadas para as mesas/pessoas.

15. Como eu devo orientar a higienização do refeitório?
Você pode orientar que aumente a frequência de limpeza e higienização do refeitório. Mesas e cadeiras devem ser higienizadas com sanitizantes (álcool 70% ou solução clorada) sempre após a saída de cada militar consumidor.

16. O que eu posso fazer para garantir que todos os consumidores higienizem as mãosantes de passarem na fila de servir?
Para isso é necessário disponibilizar pias com água corrente, sabonete líquidos neutro e toalhas descartáveis ou outros secadores de mão seguros e lixeiras de pedal ou colocar dispensers de álcool 70% em locais estratégicos, como ao lado da porta de entrada do rancho, antes da linha distribuição e junto à pia de lavagem de mãos. É importante também afixar orientações sobre a correta lavagem das mãos e o uso correto do álcool gel 70%. Para minimizar o risco de contágio, recomenda-se que seja deslocado um dos militares do rancho, devidamente paramentados com máscara e mãos higienizadas, para a entrada do refeitório, posicionado logo após a pia de lavagem de mão, para que este militar faça a aplicação do álcool 70% na mão de todos que entram na fila da linha de servir.

17. Qual tipo de máscara eu posso disponibilizar para os manipuladores de alimentos?
Visando a sustentabilidade, você pode disponibilizar as máscaras de tecido sendo recomendado que se tenha 3 camadas: parte externa com tecido resistente à água e a parte interna e do meio com tecidos de algodão. Você deve garantir que os funcionários tenham máscaras em quantidade suficiente para realizar as trocas (aproximadamente 4 máscaras por dia de trabalho) e garantir que elas sejam utilizadas de modo a cobrir integralmente boca e nariz.

Como forma de garantir o uso correto, pode-se estabelecer cores para cada dia da semana.

No caso das máscaras descartáveis, estas devem ser fornecidas no início de cada jornada de trabalho e devem estar à disposição em quantidade suficiente para as trocas necessárias.

18. Qual a melhor forma de padronizar procedimentos preventivos no setor?
Elaborar um Plano de enfrentamento da COVID-19 no serviço de aprovisionamento e realizar treinamentos periódicos com todos os militares do Aprovisionamento para que todos tenham a informação necessária e tirem suas dúvidas. Diariamente, um militar graduado deve fiscalizar a execução correta dos procedimentos.

19. Como proceder, caso algum dos militares do rancho relate sintoma de resfriado/gripe (febre, espirro, tosse, coriza, dor no corpo, etc)?
Se os sintomas forem detectados durante o expediente, o militar deve interromper suas atividades e ser direcionado para a Seção de Saúde. Caso a sintomatologia ocorra fora da OM, o militar já deve estar orientado a não comparecer ao setor de trabalho, deve avisar, imediatamente, a chefia e seguir as recomendações da Seção de Saúde. O protocolo do Ministério da Saúde orienta o isolamento por 14 (quatorze) dias e monitoramento da evolução clínica. Caso apresente falta de ar deve buscar assistência hospitalar. Além destas orientações gerais, o aprovisionador deve manter em observação os militares que trabalham no mesmo setor do caso suspeito ou confirmado de COVID-19, considerados possíveis expostos ao vírus.

20. Qual a conduta para transportar alimentação pronta (marmitex)?
Os cuidados higiênicos na montagem das marmitas serão os mesmos adotados na linha se servir, assim como a preservação da temperatura e a atenção com o tempo máximo de conservação. No caso de pequenos efetivos a alimentar (guarnições de serviço em postos afastados, missões externas, etc.) o formato marmita deve ser priorizado frente a opção do deslocamento de toda a guarnição para o refeitório, visando reduzir aglomerações e entrada no refeitório de militares expostos a contaminação fora do quartel. Importante que estes militares adotem as mesmas precauções durante a consumação (higiene das mãos, distanciamento de 1,5 metros durante consumo da refeição, etc.).

Voltar ao Menu Inicial

Manipuladores de alimentos

1. Qual a minha responsabilidade como manipulador de alimentos na prevenção do COVID-19?
Você é responsável por evitar a disseminação do coronavírus por meio de superfícies de embalagens, pelo ambiente, e pelas suas mãos; e por evitar que a possível contaminação do coronavírus chegue até a linha de distribuição. Portanto, você deve ficar atento às orientações de higienização e organização no rancho. Caso apresente algum sintoma de resfriado/gripe (febre, espirro, tosse, coriza, dor no corpo, etc.) não compareça ao setor de trabalho e avise, imediatamente, sua chefia.

2. Devo usar máscaras durante o meu trabalho?
Sim, você deve usá-las e, preferencialmente, não deve tocar na máscara enquanto trabalha. Se tocar em sua máscara, realize o procedimento de higienização de mãos.

3. Quando devo trocar a minha máscara?
Você deve usar uma máscara para ir da sua casa para o trabalho. Ao chegar no trabalho, você deve trocar sua máscara. Após 2 - 3 horas você deve trocar novamente sua máscara, ou se elas estiverem sujas ou úmidas. Portanto, você deve possuir 4 máscaras para cada dia de trabalho. Após retirar uma máscara, pelo elástico, guarde-a em um saco plástico fechado para ser levado para a higienização.

4. Como eu posso higienizar as minhas máscaras?
A higienização das máscaras deve incluir uma etapa inicial de desinfecção, seguida de enxágue para retirar o excesso do agente desinfetante, para então ser lavada com água corrente e sabão.

A desinfecção pode ser feita ao deixar de molho por pelo menos 20 minutos em solução de água sanitária (prepare uma solução diluindo duas colheres de sopa do produto com concentração entre 2 e 2,5% para cada litro de água ou conforme orientação do fabricante no rótulo).

Após a desinfecção, lembre-se de enxaguar bem a máscara em água corrente para remover qualquer resíduo de desinfetante.

A lavagem das máscaras deve ser feita diariamente. A máscara deve ser lavada separadamente de outras roupas. Deixar secar a máscara naturalmente e evitar torcê-la com força. Passar a máscara com ferro quente.

5. Eu preciso usar luvas?
O uso de luvas é necessário somente em situações específicas, como para evitar o contato direto das mãos com alimentos prontos para o consumo (ex.: saladas, sobremesas, etc.) ou em substituição a utensílios, como pegadores. Usar luvas não garante proteção contra o COVID-19 e não substitui o processo de higienização de mãos.

6. Como eu devo higienizar as minhas mãos?
A higienização das mãos é uma das formas mais efetivas de evitar a transmissão do coronavírus. Molhe as mãos e os antebraços com água, aplique sabonete líquido na palma da mão em quantidade suficiente para cobrir toda a superfície da mão e antebraços. Esfregue as palmas das mãos entre si, esfregue a palma da mão esquerda no dorso da mão direita e vice-versa. Esfregue os espaços entre os dedos, e esfregue as unhas da mão esquerda na palma da mão direita e vice-versa. Esfregue os antebraços e punhos. Enxágue bem as mãos com água e seque com papel toalha descartável. No total, uma boa lavagem de mão dura cerca de 20 segundos.

7. Quando eu devo higienizar as minhas mãos?
REGULARMENTE (pelo menos a cada hora) e quando houver qualquer interrupção da atividade de manipulação/ fabricação do alimento: 

- antes de começar o trabalho;
- depois de tossir, espirrar, assoar o nariz ou levar a mão ao rosto;
- antes de manusear
- alimentos cozidos ou prontos para o consumo;
- antes e depois de manusear ou preparar alimentos crus; depois de manusear lixo, sobras e restos;
- após tarefas de limpeza;
- depois de usar o banheiro;
- antes de comer;
- depois de comer, beber ou fumar;
- depois de lidar com dinheiro;
- depois de tocar em dispositivos, como celulares,
tablets etc.;
- após tocar na máscara ou rosto.

8. Eu preciso manter distância dos meus colegas de trabalho?
Sim, o ideal é que você fique pelo menos a 1 metro distante dos colegas de trabalho.

9. Como deve ser realizada a higienização de hortaliças?
A higienização de frutas e hortaliças deve ser realizada com solução clorada. Inicialmente, deve-se lavar folha a folha em água potável e em local apropriado, desinfectar por imersão em solução clorada de 15 a 30 minutos e enxaguar em água potável.

São permitidos o hipoclorito de sódio (Na) a 2,0 - 2,5%, hipoclorito de Na a 1% e cloro orgânico ambos na concentração de 100 a 250 ppm. O preparo da solução clorada deve seguir uma das duas diluições:

Solução clorada a 200 - 250 ppm: 10 mL (1 colher de sopa rasa) de hipoclorito de Na a 2,0 - 2,5% (água sanitária) em 1 litro de água
Solução clorada a 200 - 250 ppm: 20 mL (2 colheres de sopa rasas) de hipoclorito de sódio a 1% em 1 litro de água.

Manipuladores de alimentos 06

Voltar ao Menu Inicial

DÚVIDAS E SUGESTÕES

Caso você deseje outros esclarecimentos ou tenha alguma dúvida sobre o tema Segurança de Alimentos no enfrentamento da pandemia de COVID-19, temos uma equipe técnica composta por profissionais da área de saúde, do Ministério da Defesa, da Escola Superior de Guerra e da UNIFESP, disponíveis no seguinte contato: comerseguro.operacaocovid19@gmail.com.

Voltar ao Menu Inicial