Notícias

Marinha conclui apoio no transporte de tanque de oxigênio pelos rios da Amazônia

mb 07
Chegada do cilindro de oxigênio da White Martins, em Manaus (AM),
sob a guarda do NPaFlu “Roraima”
 
Uma balsa com um tanque de 90 mil metros cúbicos de oxigênio líquido atracou, em 6 de fevereiro, no Porto Encontro das Águas, terminal da Petrobras em Manaus (AM), acompanhada pelo Navio-Patrulha Fluvial (NPaFlu) “Roraima”, subordinado ao Comando da Flotilha do Amazonas. O tanque, com o equivalente a 9 mil cilindros de oxigênio, foi abastecido pela empresa White Martins, em Belém (PA).
 
O NPaFlu “Roraima” iniciou o acompanhamento da balsa, que foi contratada pela indústria de gás, a partir da cidade de Santarém (PA) até Manaus (AM). De acordo com a White Martins, essa foi a maior carga de oxigênio líquido já transportada por vias fluviais no País.
 
mb 08
A ação da Marinha faz parte da Operação “Covid-19”, conduzida pelas
Forças Armadas sob coordenação do Ministério da Defesa
 
Durante a ação, o principal propósito do Navio da Marinha foi evitar interferências de outras embarcações durante a navegação da balsa, no Rio Amazonas. O navio percorreu 400 milhas náuticas (740 quilômetros) a partir de Santarém garantindo a segurança da embarcação. “Por se tratar de um cilindro de peso muito elevado, a todo instante buscou-se evitar que a balsa fizesse guinadas bruscas, permitindo o mínimo de deslocamento do cilindro”, explicou o Comandante do NPaFlu “Roraima”, Capitão de Corveta Gabriel Moraes.