Notícias

FAB transporta usinas de oxigênio para Parintins (AM)

FAB 41

Aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) transportaram duas usinas geradoras de oxigênio para a cidade de Parintins, no Amazonas. A primeira foi levada no dia 16 de janeiro, em um C-130 Hércules; já a segunda foi transportada na quarta-feira (17), em um KC-390 Millennium.

O Major Aviador Rafael Portella Santos, do Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1º GTT) – Esquadrão Zeus, sediado em Anápolis, foi o comandante da aeronave KC-390 Millennium que levou uma usina de oxigênio de Guarulhos (SP) para Parintins (AM), na quarta-feira (17). Ele conta que, diante de toda a calamidade que assola o mundo inteiro, pôde perceber a importância do apoio do Esquadrão nesse momento. “Estamos chegando a locais onde a distância e a falta de estrutura dificultam ainda mais o socorro aos doentes. Com estas missões, temos a certeza de que FAB 42estamos cumprindo o nosso dever, tanto como militares quanto como seres humanos”, frisou.

Um C-105 Amazonas também levou cilindros de oxigênio para a cidade de Parintins (AM) na quarta-feira (17). As ações refletem o esforço das Forças Armadas no combate à pandemia, por meio da Operação COVID-19, de viabilizar a assistência de saúde a moradores de regiões de difícil acesso.

Horas de voo

Nesta sexta-feira (19), as aeronaves da FAB atingiram, aproximadamente, duas mil horas de voo em apoio à população da região Norte do País durante as ações que ocorrem desde o dia 8 de janeiro do corrente ano.

FAB 43As missões para atender ao sistema de saúde da região Norte, sob coordenação do Ministério da Defesa, envolvem os aviões KC-390 Millennium, C-130 Hércules, C-105 Amazonas e C-99 da FAB, entre outras, na Operação COVID-19. O transporte de cilindros e tanques de oxigênio líquido, além da remoção de pacientes para diversas cidades brasileiras, permanecem ativos.

Ao longo deste período, a FAB realizou diversos voos com destino aos estados de Rondônia, Roraima e Amazonas, tendo o objetivo de suprir as demandas hospitalares de cada local. Com isso, já foram transportadas cerca de 2600 toneladas de cargas. Houve, ainda, a necessidade do transporte de 725 pacientes em razão da lotação dos hospitais. 

FAB 44Operação COVID-19

Por meio do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), a FAB cumpre as missões que têm como objetivo minimizar os impactos do novo Coronavírus no sistema de saúde. O Transporte Aéreo Logístico da FAB integra as ações da Operação COVID-19, acionada pelo Ministério da Defesa, em uma cooperação com o Ministério da Saúde.

O Comando da Aeronáutica está dedicando permanentemente o esforço do seu efetivo e de suas aeronaves, 24 horas por dia e sete dias por semana, em atendimento às necessidades da sociedade brasileira no enfrentamento à pandemia da COVID-19.

Acompanhe a página especial sobre a atuação da FAB na Operação COVID-19.

Confira mais fotos da Operação COVID-19 no Flickr oficial da FAB.

Fotos: Tenente Dantoniele / Ala 8; e Elos do Sistema de Comunicação Social da Aeronáutica (SISCOMSAE)